Luto na Bélgica

Calma, calma…não morreu nenhum herói nacional, mas foi quase! Acabaram as competições do Mundial de Ciclocross e a grande nação deste esporte não levou NENHUM ouro para casa.

Na Bélgica, no inverno, isto seria motivo para cair o governo! Mas como lá não há governo (Flamengos e Valões não consegue compor e formar um governo) faz quase um ano, não deu para derrubar ninguém🙂

As competições – no feminino deu a arqui-rival Holanda, com a primeira belga chegando apenas em nono lugar. No Sub-23 o vexame foi maior: de novo a Holanda! Mas desta vez fizeram a dobradinha 1o e 2o lugares…e o 5o de quebra. Os jovens belgas? Fizeram 6o, 80, 9o e 10o, mas e daí?!…

Mas nada disso interessaria se os grandes campeões da Elite dessem o show esperado e vencessem a principal prova do Mundial. E é isso que se espera todo ano, afinal, no mundo do ciclocross brinca-se que o Campeonato da Bélgica é mais disputado que o Mundial, tamanho número de estrelas que lá competem.

Os belgas vieram altamente motivados após a derrota para a zebra da República Checa em 2009, e armaram o maior esquadrão de ‘lameiros’: Sven Nys, Niels Albert, Kevin Pauwels, Klaas Vantournout, Bart Wellens, Bart Aernouts…imbatível no papel!

E não é que eles foram derrotados, de novo, em seguida, pelo checo de 25 anos Zdenek Stybar?!?! E que correu sem uma equipe que prestasse! Este Stybar é um craque! Já havia sido campeão mundial Sub-23 seis anos antes. E não foi à toa que Mr. Lefevere e toda Quick Step se mobilizaram para contratá-lo, pois acreditam que ele será um dos grandes ciclistas das Clássicas da primavera. Será? Anotem este nome: Stybar!

Pinta de que vai brilhar muito e por um bom tempo ainda

Ah, sim, os belgas ficaram com a prata (Nys), o bronze (Pauwels) e os 9o e 10o lugares. Mas, como se diz em inglês: “Who cares?” (Quem se importa?…). Imaginem nós brasileiros que festa faríamos se nossos ciclistas fizessem prata e bronze em qualquer corrida internacional? Repito e enfatizo: qualquer! Na Bélgica foi um velório nacional!

Retrato de uma nação

Enfim, dias melhores virão, mas é bom que venham ano que vem, quando o Mundial de ciclocross será na Bélgica!

Abs, Fernando

About Fernando Blanco

Apaixonado por ciclismo há mais de 30 anos, começou a pedalar em 1977 em Santos, tendo corrido para valer até os 20 anos de idade, quando coisas 'banais' como faculdade, carreira executiva, casamentos e filhos atrapalharam um pouco...agora, como Senior B, está treinando forte e pretende compensar o tempo perdido. Como ciclista foi um bom sprinter, chegando à pré-convocação da Seleção Brasileiros de Juniores em 1979. Se a carreira como ciclista não foi grande coisa, a coleção de revistas locais e internacionais (mais de 1.000) e de videos/DVDs (mais de 100) proveram bastante cultura sobre o ciclismo profissional. Provas internacionais acompanhadas ao vivo: Mundial de Estrada ('07), Mundial de Pista ('89), Tour de France ('97 e '02), Liège-Bastogne-Liège e Flèche Wallone (ambas em '92), Paris-Nice ('97), Ronde van Belgie (´89).
This entry was posted in Corridas - Internacional, Notícias - Internacional and tagged , , . Bookmark the permalink.

One Response to Luto na Bélgica

  1. Juca says:

    Sven Nys (ou Nijs) foi batido pelo Stybar… mas mesmo assim Nys mostra para os compatriotas que ele ainda é competitivo!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s