Vuelta a Murcia

Lembram deste post, em que explico a diversas fases da temporada? Então, após a grande ‘estréia’ das provas de 1 dia da semana passada na Bélgica, chegam agora as provas de etapas ao redor de 1 semana: Paris-Nice, Tirreno-Adriático e Vuelta a Murcia.

Focarei hoje na pequena ‘vuelta’ espanhola. Para começar, olha o poster! Eu quero posters no Brasil também!!!!

Grandes nomes já pedalaram nas estradas murcianas

A pequena e pouco cantada Murcia é uma Região Autonôma da Espanha, assim como o são as mais conhecidas Catalunha, Galícia, Andaluzia e tantas outras. O filho pródigo do ciclismo murciano é o ‘anjo caído’ Alejandro Valverde.

A Vuelta a Murcia é uma prova relativamente jovem. Sua primeira edição aconteceu em 1985 (vencida pelo bom, apenas bom, ciclista José Recio, da lendária equipe Kelme). No ano seguinte o vencedor foi um jovem chamado…Miguel Indurain, vários anos antes de começar a brilhar no Tour de France ( Miguel venceu Etapas no Tour de 89 e 90, mais 5 vitórias seguidas na Classificação Geral e várias etapas de contra-relógio).

Mas Murcia sempre uma competição menos festejada do que Paris-Nice e da Tirreno-Adriático, muito mais tradicionais e que pagavam mais. Até que, aparentemente, os espanhóis meteram a mão no bolso e passaram a atrair ‘pesos pesados’ do pelotão.

Marco Pantani, no auge, foi o primeiro grande nome a participar da pequena Vuelta (e vencer em 1989). Depois Armstrong e mais recentemente Contador. Sem falar em Valverde (que já venceu 3 vezes) e muitos outros bons nomes como Sastre e Menchov (este venceu em 2009).

Neste ano estão lá correndo os suspeitos de sempre: Contador, Menchov, Sastre e o novo ídolo do ciclismo espanhol Igor Anton.

A 1a das apenas 3 etapas acabou a pouco com a vitória do sprinter australiano Michael Matthews, seguido de vários outros pouco conhecidos. Amanhã o bicho pega, com a etapa de alta montanha.

Abraços! F.

About Fernando Blanco

Apaixonado por ciclismo há mais de 30 anos, começou a pedalar em 1977 em Santos, tendo corrido para valer até os 20 anos de idade, quando coisas 'banais' como faculdade, carreira executiva, casamentos e filhos atrapalharam um pouco...agora, como Senior B, está treinando forte e pretende compensar o tempo perdido. Como ciclista foi um bom sprinter, chegando à pré-convocação da Seleção Brasileiros de Juniores em 1979. Se a carreira como ciclista não foi grande coisa, a coleção de revistas locais e internacionais (mais de 1.000) e de videos/DVDs (mais de 100) proveram bastante cultura sobre o ciclismo profissional. Provas internacionais acompanhadas ao vivo: Mundial de Estrada ('07), Mundial de Pista ('89), Tour de France ('97 e '02), Liège-Bastogne-Liège e Flèche Wallone (ambas em '92), Paris-Nice ('97), Ronde van Belgie (´89).
This entry was posted in Corridas - Internacional and tagged . Bookmark the permalink.

3 Responses to Vuelta a Murcia

  1. Eduardo says:

    Se fala pouco desse Michael Matthews, é camp. mundial sub23 d estrada, mandou mto bem no Tour Down Under, ele n tem um CR ruim p/ um sprinter mas parece q a imprensa morre de amores somente pelo Taylor Phinney. Vamos ver quem é quem esse ano.

    • Você tem razão, Eduardo. Ele precisará vencer algumas provas ou etapas de maior prestígio, competindo com o escalão superior (em forma), para ganhar mais espaço. Agora, o rapaz está no caminho certo! Quanto ao Phinney, sendo filhos de quem é, oriundo do país do marketing, não poderíamos esperar outra coisa. Mas ele tem resultados. Resta ver como irá performar agora na Elite. Abração!

  2. Juca says:

    Igor Anton… esse não é espanhol! é basco!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s