De Panne: 1a batalha é de Greipel

Então, após ser criticado por este blog por conta de sua má temporada, Andre Greipel mostrou que tem brio e venceu de forma brilhante a 1a Etapa dos 3 Dias De Panne, mostrando que tem ambições fortes para o Ronde do próximo domingo.

PS: é para rir e não para acreditar ou achar que eu perdi o senso do ridículo! rsrs
Agora atenção para a foto:

"I am too strong for my sprint...too strong for my sprint..."

Então, a foto dá a entender que o alemão está um cavalo de forte no sprint e humilhou seus rivais – incluindo os senhores Sagan (6o), Hondo (7o), Davis (8o), Renshaw (9o), etc.

Mas o engraçado e insusitado é que Greipel estava numa fuga com outros 3 ciclistas (e eu pergunto: o que um sprinter como ele estava fazendo nesta fuga, gastando preciosa energia? O mundo está perdido…). E quando o pelotão encostou nestes fugitivos, faltando apenas 200 metros, o Greipel usou de sua explosão e deixou todos para trás…bem para trás.

Cá entre nós, quem corre ou já correu de bicicleta sabe que isto é difícil, mas muito difícil mesmo. Até porque o sujeito já vem a fundo faz tempo e justo quando a moral dele deveria se deteriorar com o zunido de outros 200 caras sprintando na sua orelha…o cidadão dá uma arrancada destas e mete 10 bicicletas no segundo colocado. Tirei o chapéu!

Herr Greipel acabou de entrar na minha lista de ciclistas que ‘correm por fora’ na bolsa de apostas pró Tour de Flandres.

O percurso deste De Panne é igual ao de todos os anos: kilometragens fortes para uma semi-Clássica belga, muito paralelepipedo, muito vento e pouca subida. Sprints memoráveis acontecerão, como é praxe. A tendência é que o campeão saia do curto contra-relógio final:

  • Etapa 1: 194 km (corrida nesta 3af)
  • Etapa 2: 219 km (4af)
  • Etapa 3 a: 111 km (5af manhã)
  • Etapa 3 b: 14,7 km (5af tarde)

Depois é pernas pro ar e só fazer um ‘giro leve’ de 80 km no sábado (para mim isso é treino de fundo!)…e enfrentar o “Campeonato Mundial dos Belgas” no domingo.

Ausentes – importante nomes preferiram evitar os risco de De Panne e fazer treinos específicos no percurso do Ronde, a ver:

  • Garmin: NEM PARTICIPOU!! Hushvold deve estar subindo o Koppenberg, o Kappelmuur e o Bosberg 10x por dia! Ronde e Roubaix são objetivos importantes do Campeão do Mundo!
  • Quick Step: Boonen…como já ganhou em Wevelgen pode relaxar. Detalhe: o Gert Steegmans (lembram dele?) trabalhou forte hoje e no domingo. Está na melhor forma desde que embabou o Boonen numa etapa do Tour…mas embalaou e lançou seu líder com tanta vontade…que acabou vencendo seu Líder! Eu tenho o DVD: a cara de bund@ do Boonen é memorável!
  • Omega Pharma-Lotto: Gilbert não correu e fez muito bem. De Panne é plana demais para ele. O risco de queda não compensa os kilometros nas pernas e está forma desde San Remo.
  • Saxo Bank: NEM PARTICIPOU…Nick Nuyens estará resguardando a boa forma?
  • Leopard: NEM PARTICIPOU…poupando o uberchampion Cancellara, corretamente!
  • HTC-Columbia: pouparam o azarado mais fora de foma do ano…Mr. Cavendish. E seu ciclista do ano, Matt Goss, também não correu, mas este talvez tenha pendurado a sapatilha por algumas semanas, após sua esplendorosa vitória na Milano-San Remo.

Quem venceu em De Panne – prova recente, para os padrões da antiga Europa, começou a ser disputada em 1977 e demonstra com incrível consistência que que lá vence, logo vence o Ronde e/ou Roubaix. Exemplos: Devolder, Musseuw, Van Petegen, Ballan, Bartoli, etc.

Os “quase-lá” Nico Mattan, George Hincapie e Leif Hoste também já venceram. Curiosamente, Boonen nunca venceu, mas o rebelde Eric Vanderaerden (meu ídolo dos anos 80) foi vitorioso 5 vezes – recorde total – e ele venceu o Ronde e Roubaix de forma gloriosa! O irlândes (“King”) Kelly venceu em De Panne, mas nunca ganhou o Ronde (a grande frustração de sua brilhante carreira!!), mas ele venceu 2 vezes em Roubaix (i.e. não tem do que se queixar).

Ronde 1987: Lindo sprint para Kelly!! ...ops, Criquielion já tinha fugido...

Ciclismo também é cultura (de utilidade muito duvidosa) – a etapa de hoje saiu de Middelkerke, que significa Igreja do Meio. Por que? Porque na Idadé Média as igrejas eram importante pontos de referência e esta, particularmente, devia ficar entre dois lugares de passagem (os Flandres eram importantes rotas de comércio naqueles tempos tenebrosos). Daí esta igreja ser chamada de “do meio”. A vila em torno da igreja cresceu e virou cidade. Aposto que nos dois pontos extremos desta rota criaram a Noordkerke (igreja do norte) e a Zuidkerke (igreja do sul). Isto era comum também. Como eu sei isso? Trabalhei 15 anos para bancos holandeses e fui muito para aquelas bandas…rsrs

Abs! F.

About Fernando Blanco

Apaixonado por ciclismo há mais de 30 anos, começou a pedalar em 1977 em Santos, tendo corrido para valer até os 20 anos de idade, quando coisas 'banais' como faculdade, carreira executiva, casamentos e filhos atrapalharam um pouco...agora, como Senior B, está treinando forte e pretende compensar o tempo perdido. Como ciclista foi um bom sprinter, chegando à pré-convocação da Seleção Brasileiros de Juniores em 1979. Se a carreira como ciclista não foi grande coisa, a coleção de revistas locais e internacionais (mais de 1.000) e de videos/DVDs (mais de 100) proveram bastante cultura sobre o ciclismo profissional. Provas internacionais acompanhadas ao vivo: Mundial de Estrada ('07), Mundial de Pista ('89), Tour de France ('97 e '02), Liège-Bastogne-Liège e Flèche Wallone (ambas em '92), Paris-Nice ('97), Ronde van Belgie (´89).
This entry was posted in Corridas - Internacional, Cultura Ciclística. Bookmark the permalink.

One Response to De Panne: 1a batalha é de Greipel

  1. Sômulo N Mafra says:

    Grande Fernando, outro posto de excelência.

    Após ler tantas histórias sobre corridas belgas, seus vencedores, sobre a adoração do povo de lá pelo Ciclismo, começo a compartilhar sua admiração pela Bélgica!

    Tenho de me planejar pra conhecer aquele minúsculo e interessante país e participar da Volta de Flandres pra amadores, tenho certeza de que seria uma experiência fantástica.

    Um amigo meu já participou, em 2007, e relata que foi sofrimento puro! rsss…

    Grande abraço,
    Sômulo N Mafra

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s