Que Tour de Flandres sensacional!!!!

Comentarei rapidamente os últimos 11 kms da corrida, porque eu perdi os primeiros 245 km!!! Imperdoável…

1. Quando eu vi o meu favorito Gilbert atacando no Bosberg (última subida séria da corrida) foi uma grande emoção…desde 1991 que ninguém vencia o Ronde atacando dalí. O último foi o bicampeão flamengo Edwig van Hooydonck (que já havia vencido ali também em 1989).

2. A perseguição aos líderes, as junções dos diversos blocos, a fuga final, todos os favoritos (ou quase todos) estavam lá no final, etc., etc., deram um brilho extra neste Ronde. Em geral, a prova ‘acaba’ no Muur e os últimos kilometros são uma verdadeira ‘parada de ovação’ ao líder ou grupinho de dois ou três que segue destacado. E este Tour de Flandres foi decidido na última reta de Meerbecke.

3. Do jeito que vai, Gilbert vai ganhar o título de Corredor-mais-forte-do-mundo-mas-que-ataca-sempre-um-pouco-antes-da-hora. Era o mais forte e perdeu o Mundial, a Milano-San Remo e hoje o Ronde. Enfim, é um atacante nato, um grandíssimo ciclista e ainda vai ganhar muito (e os críticos não se esqueçam: já venceu 2x a Monumento Giro di Lombardia e duas Clássicas: Paris-Tours e Amstel Gold Race). 

4. A vitória de Nick Nuyens (Saxo Bank) foi muito legal. Mais um flamengo típico vencendo o Ronde. Ele esteve bem colocado o tempo todo, participou de fugas, puxou (irresponsavelmente) Cancellara nos últimos kilometros (eu jamais faria isso!), mas o fêz porque sabia que era mais rápido e acreditava que bateria Cancellara.

5. A filmagem de dentro dos carros das equipes foi um capítulo a parte. A comemoração de Riis e seus amigos no carro da Saxo Bank foi espetacular. Deve ir para o YouTube como a única explosão de alegria na vida do gélido dinarmarquês. O histórico de emoções do Riis deve ser meio assim:

  • Amigo – “Bjarne, nasceu seu primeiro filho, ele é perfeito e sua esposa está ótima!!”
  • Riis – “Good. Thanks…”
  • Amigo – “Bjarne, você venceu o Tour de France!!!”
  • Riis – “Good. Thanks…”
  • Amigo – “Bjarne, Nuyens venceu…Cancellara em 3o!!”
  • Riis – “Yeeeeeeeeeeeeeeesssss, Fuuuuuuckkkkkk, Chuuuupa suiço FDP!!!! Chupa Leopardos de m&rd@@@@@@@@@@@@@@@!!!!”

6. Quick Step, um capítulo a parte…sigam o meu raciocínio:

  • A fuga final tinha o fortíssimo Cancellara, o rapidíssimo Nuyens…e o gregario em forma e mais-ou-menos-em-tudo Chavanel. Logo atrás, mas loguinho mesmo, Boonen mostrando super forma vinha com tudo. E o Chavanel resolveu ainda por cima dar umas puxadas na ponta, quando o certo seria ficar para trás e puxar seu líder mega-sprinter para encostar nos outros.
  • Sabe qual foi a reação do diretor da Quick Step (filmada e passada 2x na TV belga) ao ver tudo isso e ainda ver o Sylvain perder: GODVERDOMME!!!!!  Acho que já falei aqui que já trabalhei para bancos holandeses e já fui mil vezes para lá trabalhar e para a Bégica ver corridas, etc., i.e. entendo um pouco da língua deles. Bom, eu aprendi que esta palavra em holandês e flamengo é uma mistura nada sutíl de Vai se f#$%r, seu FDP, vai pra PQP , sim tudo isso no nosso rico português. O cara que gritou essa beleza, para milhões de belgas e holandeses verem e ouvirem ao vivo, certamente levará uma senhora ‘comida’ do patrão, porque isso é muito pesado para os educados povos dos Países Baixos (e até pra gente!). Mas eu achei muito engraçado!!

7. Entrevistas:

  • O Nuyens falou em inglês que estava muito feliz (ah, vá, sério?!) e que a mudança de equipe foi fundamental para o sucesso dele. Mas quando perguntado se o Riis havia operado uma transformação nele, ele respondeu que sim mas que todos os integrantes da equipe tinham muito valor para ele. Bacana. Eu acho é que ninguém curte muito mesmo o tal do Riis…
  • O Chavanel estava com uma cara de bunda como poucos…explicou que achou que podia vencer, que não puxou muito…e o entrevistador da TV belga ainda fez questão de mostrar para ele a reação do chefe dele no carro. Pobre francês…
  • Cancellara disse que o 3o lugar nem foi tão ruim, porque todos correram contra ele e contra sua equipe. Também comentou que estava no dilema se sprintava primeiro ou esperava alguém arrancar. Disse que quando viu Boonen vir como um foguete ainda pensou que poderia vir alguém na roda do belga, que sprintaria por cima deles todos. Aí resolveu arriscar. E caiu no lugar comum ao dizer que nem sempre o mais forte vence – ainda bem, pois é isto que faz o ciclismo um esporte tão genial.

Depois escrevo mais, mas repito: foram os 10 kms finais mais emocionantes da história desta corrida espetacular. Foi mais parecido com a Paris-Tours do que com um Ronde clássico, mas foi legal demais.

Abs, F.

PS: ah, e não choveu, né? Mas saibam que ontem à noite choveu muito na Bélgica e todos esperavam outro perfil de corrida – soube disso por conta de uma amiga do Facebook que mora em Bruxelas…

About Fernando Blanco

Apaixonado por ciclismo há mais de 30 anos, começou a pedalar em 1977 em Santos, tendo corrido para valer até os 20 anos de idade, quando coisas 'banais' como faculdade, carreira executiva, casamentos e filhos atrapalharam um pouco...agora, como Senior B, está treinando forte e pretende compensar o tempo perdido. Como ciclista foi um bom sprinter, chegando à pré-convocação da Seleção Brasileiros de Juniores em 1979. Se a carreira como ciclista não foi grande coisa, a coleção de revistas locais e internacionais (mais de 1.000) e de videos/DVDs (mais de 100) proveram bastante cultura sobre o ciclismo profissional. Provas internacionais acompanhadas ao vivo: Mundial de Estrada ('07), Mundial de Pista ('89), Tour de France ('97 e '02), Liège-Bastogne-Liège e Flèche Wallone (ambas em '92), Paris-Nice ('97), Ronde van Belgie (´89).
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

8 Responses to Que Tour de Flandres sensacional!!!!

  1. Realmente Fernando,foi uma Grande corrida,concordo com vç em relaçao ao Gilbert e acho que o Chavanel rodou muito bem.abs.

  2. Juca says:

    Começei a ver faltando uns 40 Km pro fim e Chavanel estava escapado e Cancellara na perseguição foi e buscou! ae Chavanel veio na roda e foi até o fim (puxou um pouco no fim) … enfim, Cancellara demonstrou que era o mais forte e não venceu. Embora tenha faltado um pouco de reação no Bosberg na hora que Gilbert atacou faltando uns 12 Km pro fim, o suiço mostrou que tem bastante gasolina e continua sendo o cara a ser batido na Paris-Roubaix…

    • Somulo says:

      Blanco, esse teu blog está ficando melhor do que o CyclingNews! rssss…

      Não pude assistir à prova ao vivo, estava nadando nos Fortes, mas cheguei em casa numa grande expectativa de ler sobre mais uma vitória épica do Cancellara nos pavés, ou, quem sabe, finalmente uma vitória do sempre-favorito-sempre-no-quase Gilbert (por alguma razão, não punha fé no Boonen).

      E a primeira opção foi logo o teu blog! hehe…

      Não me decepcionei! Notícias sobre o resultado da prova, resumo da atuação dos favoritos, disse-me-disse de bastidores, entrevistas pós-prova… e até a apresentação de um senhor palavrão!!! (essa o cyclingnews jamais publicaria, rsss…) Já tenho munição pra descarregar num ciclista holandês camarada meu, hehehe…

      O vídeo da comemoração do Bjarne Riis já está no youtube e é impagável! Que coisa mais horrorosa um dinamarquês comemorando, ahahaha…

      Um boa surpresa também ver o Chavanel na disputa. Sou fã desse ciclista francês, tímido em resultados, mas que demonstra muita bravura. Tenho a impressão de que ele não soube se posicionar bem no sprint final, caso contrário, poderia ter complicado a vida do Nuyens…

      Grande abraço,
      Sômulo N Mafra

      • Valeu, Sômulo, muito obrigado! É o estímulo de amigos como você que nos encoraja a melhorar…por que dá um trabalhão…hahaha
        Abs e que venha a Paris-Roubaix!

  3. Rogério Yokoyama-Palmas/TO says:

    Olá Fernando ! Que final de prova fantástico. Olha, com aquela turma que vinha perseguindo o Gilbert, realmente ele não tinha condições de sobreviver aos perseguidores. Ainda mais faltando tantos kilômetros. O Chavanel revezando com o Cancellara, me fez pensar que só poderia ser um movimento consentido pelo líder Boonem (já que eu não entendo neerlândes e não consegui acompanhar os comentários dos narradores) . Só isso mesmo para justificar essa ação suicida ( Tanto em termos táticos quanto em relação à hierarquia da equipe ) . Mas o mais legal de tudo foi ver a explosão do Riis no carro. Ele deveria estar com o Cancellara enroscado na garganta. E não tem jeito, foi como você avisou anteriormente : É uma prova para atletas fortes, brutos que nem um cupim, que você arranca a cabeça e ele continua te mordendo. Aguentar 6 horas em cima de uma bike e no final dar aquelas arrancadas é uma coisa para poucos.

  4. José Carlos SBC/SP says:

    O Shavanel forçou quando podia esperar o Boonem e se sentiu o cara e atacou do lado errado, ficou preso entre Nuyens e a grade não conseguindo pedalar em dois momentos.
    O Boonem mostrou que se tivesse junto, levaria com facilidade, mas demorou para buscar a frente, acreditou demais no pelotão e dançou, mostrou que ta forte.
    Cancellara quebrou nos ultimos 100 metros. Quando viu o Boonem chegando, atacou antes do tempo e faltou perna nos ultimos 50 mts.
    O Gilbert precisa ter um pouco mais de paciência, jogou mais uma prova fora atacando antes do tempo.
    To gostando do Ballan, não ganha, rsss, mas ta chegando junto em todas as provas.
    O Cav…….quem? hehehe
    Que venha a PR, pois a Frandres foi boa demais.
    Abraço.

  5. Conrado Calvet says:

    Fala Fernando,

    Tb começei a ver o Tour de Flandres quando faltavam 40km para o fim. Eu realmente não achei o Cancellara o mais forte. Na ultima subida o Cancelara ficou p tras mesmo, deu sorte que ngn conseguiu realmente botar um ritmo forte nessa subida, pq ele e o Chavanel quase foram engolidos. E na hora do vamos ver mesmo o Chavanel papou mosca e não sprintou na hora certa, infelizmente, sou muito fã da Quick Step.

    Agora na PR ngn vai ter sussego principalmente o Cancellara, vai ser muita marcação e espero que o Boonen e o Chav estejam tão bem quanto no domingo pq se bobear eles entubam o pódio nessa esquadra ia faltar mesmo o Devolder para fechar o pódio…hehehehe..Na QS não sei qm podeira completar o podio hoje em dia na PR…

    Abraços
    Conrado

  6. SERGINHO says:

    BLZ FERNANDO?foi uma porva muito linda o BALLAN andou muito bem ja ta parecendo o BALLAN campeão mundial, CHAVANNEL mostrou que um corredo egoista que não abe correr pra um capitão foi a primeira vez que vi um a equipe do sr PATRICK desorganizada, CANCELLARA está muito bem mas acho que na temporada passada ele estava melhor, BONNEN na minha opinião era quem estava melhor preparado para essa prova mas deu uma marcada e ficou fora do sprint pela vitoria
    GILBERT ele não aprendeu que tem que atacar faltando 5 km no max, mais que isso ele não aguenta, e Nuyens para mim uma baita zebra nessa prova apesar de ser um grande ciclista antes da largada acho que pouquissimas pessoas acreditavam que ele estaria na fulga final e ainda mais que ele ganharia a prova
    bom essa foi a prova que eu vi
    um abraço

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s