Philiiiiiippe Gilbeeeeert

O cara está um animal!! Vendo ele escalar o Mur de Huy eu pensava:“Não combina, ele é encorpado e pesado demais…o Andy Schleck e os espanhóis é que deveriam estar voando morro acima!”….mas a força de Philippe Gilbert desafia a lógica.
 

E eu que dizia ontem que provavelmente se guardaria para domingo, para vencer La Doyenne Liège-Bastogne-Liège…o homem está sobrando, na mesma linha de Cancellara. Só que o suiço é especialista em terreno onde é mais fácil operar taticamente e a marcação é mais efetiva. Já no sul da Holanda e no sul da Bélgica as subidas dificultam as coisas, ou melhor, facilitam as coisas para Gilbert.

A felicidade que só uma superioridade acachapante permite

Outro comentário: notaram como os Leopards ralaram nos últimos 8 km? Queriam colocar um Schleck na ponta de qualquer jeito, tinham que salvar a primavera. Fracasso total e absoluto. O Cancellara deve estar azedo, pois nas Clássicas dos ‘pavés’ o suiço teve que se virar sozinho!!

A Classificação Final: 3 espanhois entre os 5 primeiros, com sempre presente ‘Purito’ Rodriguez em 2o lugar (vai treinar sprint, Purito!) e Contador sumido. Outra curiosidade: os irmãos Schleck em 4o (Andy) e 7o (Frank). Fortes os irmãos estão, mas lhes falta a explosão de um típico ‘classicomano’ belga. Allez Gilbert! Ah, e outro Omega Pharma-Lotto fez um 6o lugar: o desconhecido Jelle Vanendert. Que dia, ou melhor, que semana  para o senhor Marc Croucke, dono da empresa farmacêutica e fanático por ciclismo.

Repercussão:

Gilbert: “Eu não pensava que pudesse vencer esta corrida hoje. Ela é extremamente dura e favorece escaladores, então para mim é uma surpresa” – valeu, Gilbert, salvou a honra deste blogueiro…rsrs

“Esta vitória me dá um bocado de confiança para o futuro. Eu temia chegadas como esta e agora eu começo a pensar em vencer corridas que eu nunca pensei antes. Por exemplo, eu nunca larguei no Giro dell’Emilia porque eu a achava dura demais para mim. Agora que eu venci aqui houve uma transformação na minha cabeça.”

Declaração surpresa de Philippe Gilbert para o jornal belga wallon La Dernière Heure (A Última Hora):  “J’avais parlé avec Vino en début de course, on pensait sortir à deux, à 10 kilomètres de l’arrivée (dans la côte d’Ereffe, ndlr) mais on ne s’y est pas retrouvé et finalement c’est tant mieux. Dans l’ascension finale quand j’ai vu que Rodriguez était un tout petit peu enfermé, j’ai tenté d’en profiter. L’avance que j’ai pu prendre sur l’accélération a suffi pour tenir.”

Ou: “Eu conversei com o Vinokourov antes da corrida, nós pensávamos em atacar só os dois a 10 km da chegada, mas não foi possível e acabou sendo melhor. Na subida final, quando eu vi Rodriguez enfraquecido eu tirei proveito. O avanço fruto da minha aceleração foi suficiente para manter a diferença”.

Então: o belga e o kazaque tentar armar uma dobradinha! O Gilbert se imaginando vencedor porque é muito mais jovem e rápido, e o Vino achando que o largaria no Mur. Interessante…

Joaquím Rodríguez – “Eu gostaria de ter vencido aqui. Essa corrida é mais do meu estilo do que o Amstel Gold Race, mas é quase impossível bater Gilbert.”

“Honestamente, eu não esperava um ataque dele tão cedo no Mur…uma ação dessa seria esperada de um de um de nós [escaladores espanhois] … dele se esperava que se guardasse para o sprint final para vencer a corrida. Mas Gilbert está com uma forma tal que que ele fez o que quis e venceu facilmente.”

Gilbert e Liège – agora vamos analisar o que acontecerá no domingo. Como eu já disse e repeti, no papel Gilbert é mais forte e só um desgaste excessivo e repentino, por conta dos esforços repetidos desde março, poderá tirar-lhe vitória em Liège.

Além disso, eu antevejo dois cenários:

  1. “Paraíso” – Gilbert vence e se iguala ao italiano Davide Rebellin, que faturou o Amstel, a Flèche e Liège, em seguida, no mesmo ano. Fato único que aconteceu em 2004, quando Rebellin já tinha 34 anos.
  2. “Inferno” – Gilbert perde e, novamente, deixa passar a oportunidade de vencer uma Clássica Monumento belga e será acusado pela mídia (e por mim!) que exagerou na dose e não focou na prova mais importante do calendário wallon. 

 

Rebellin em Liège: semana 3 em 1. Isso nem Merckx fez!!!

Não haverá meio termo para o simpático e fortíssimo Gilbert. Concordam?

Abs, F.

About Fernando Blanco

Apaixonado por ciclismo há mais de 30 anos, começou a pedalar em 1977 em Santos, tendo corrido para valer até os 20 anos de idade, quando coisas 'banais' como faculdade, carreira executiva, casamentos e filhos atrapalharam um pouco...agora, como Senior B, está treinando forte e pretende compensar o tempo perdido. Como ciclista foi um bom sprinter, chegando à pré-convocação da Seleção Brasileiros de Juniores em 1979. Se a carreira como ciclista não foi grande coisa, a coleção de revistas locais e internacionais (mais de 1.000) e de videos/DVDs (mais de 100) proveram bastante cultura sobre o ciclismo profissional. Provas internacionais acompanhadas ao vivo: Mundial de Estrada ('07), Mundial de Pista ('89), Tour de France ('97 e '02), Liège-Bastogne-Liège e Flèche Wallone (ambas em '92), Paris-Nice ('97), Ronde van Belgie (´89).
This entry was posted in Corridas - Internacional and tagged , , . Bookmark the permalink.

8 Responses to Philiiiiiippe Gilbeeeeert

  1. André Leme says:

    Davide Rebellin foi o único ciclista a ganhar pelas clássicas de Ardenas (Ardenes) , Brabantse, Amstel Gold, Flèche Wallonne e Liège-Bastogne-Liège (La Doyenne), que por acaso é a sua região e se tudo der certo os Verviers e os Waloones (?) terão um novo herói. Força Gilbert

  2. Juca says:

    Bom eu sou da “turma do contra” ..sempre torci pro Coyote vs o Papa-léguas..agora torço pra alguém não deixar o Gilbert ganhar kkkk domingo… Rebellin encerado!

  3. José Carlos SBC/SP says:

    Fernando, acho que ele ta certo, ta participando e vencendo.
    O cara ta forte, ta confiante, então deixa ele tentar. Olha o Cancellara, falou demais e ta subindo nos podiuns das monumentos, mas nenhum em primeiro.
    Quero ver o Gilbert atropelar na Liege.

  4. Tiago Cardoso says:

    Acho dificil, prevejo uma especie de “efeito cancellara”

  5. Leandro Bittar says:

    Pois é, Gilbert se juntar a turma do Rebellin e do Valverde (último a fazer FW e LBL) não é lá muito animador.

    Mas se a prova com um grande favorito torná-la tão bacana quanto as últimas, ótimo.

  6. Eduardo says:

    O Gilbert só n pode fazer na Liège o q fazia nos tempos de FDJ, atacar faltando 40, 60kms solo, bem maluco!

  7. alex ernesaks says:

    L-B-L tem MUITO mais aclives que a F.W.
    acho que Gilbert não encara …

    Vino mais uma vez ?
    Samuel Sanchez ?

  8. Davi Benati says:

    Só uma correção, Fernando, o Andy não foi o quarto colocado não, ele terminou em 44… quem foi o quarto foi o Vino! Abraço e parabéns pelo excelente Blog!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s