O Giro 2011 está muito emocionante e disputado!…

…se tirarmos Contador da prova, né?!

Eu peguei a Classificação Geral de hoje, tirei o Contador e coloquei o Scarponi com uma Maglia Rosa fictícia e olhem o que deu!!

  Alberto Contador (Spa) Saxo Bank Sungard    
1 Michele Scarponi (Ita) Lampre – ISD Líder  
2 Vincenzo Nibali (Ita) Liquigas-Cannondale a 47seg  
3 John Gadret (Fra) AG2R La Mondiale a 2m37  
4 Kanstantsin Sivtsov (Blr) HTC-Highroad a 4m46  
5 José Rujano (Ven) Androni Giocattoli a 4m52  
6 Mikel Nieve (Spa) Euskaltel-Euskadi a 4m56  
7 Denis Menchov (Rus) Geox-TMC a 5m12  
8 Roman Kreuziger (Cze) Pro Team Astana a 5m21  
       
  1. Briga feia pela vitória final entre Scarponi e Nibali
  2. O francês Gadret teria alguma folga no 3o lugar do pódium, mas 2 min e 9 seg não é muito se considerarmos as montanhas e o CRI que virão à frente
  3. E logo em seguida vem 5 (!!) ciclistas com intervalo de menos de 1 minuto entre eles, todos em condição de brigar pelo pódium.

Incrível, não?! Briga boa em todos os ‘andares’ do pódium do Giro.

Isto mostra o poder de destruição que um ciclista muito acima dos demais tem sobre a emoção da prova. O diabo é que Contador está tão superior que os demais desistiram de atacá-lo e ficam lutando entre eles (ou se defendo uns dos outros). Nem quando Hinault em ’81 e Fignon em ´84 meteram 15 minutos nos segundos colocados (respectivamente Van Impe e o próprio Hinault), eu vi tamanha pasmaceira.

Eu notei (e escrevi no Facebook) e acho um absurdo a Lampre-ISD, do segundo colocado Scarponi, controlar o pelotão nas subidas, para evitar ataques de Nibali e demais competidores. O normal é que a equipe do líder Maglia Rosa assuma a responsabilidade pelas perseguições ou por colocar rítmo forte nas subidas para evitar ataques sucessivos.

O papel das equipes adversárias é justamente desestabilizar a equipe do líder, com ataques surpresas. O certo mesmo era que Lampre e Liquigas (e por que não a Astana?) despachassem um ou mais ciclistas em fugas matinais, para que estes fugitivos ajudassem seu líder quando este fizesse o ataque decisivo.

Que saudades da equipe Kelme, que fazia isto à perfeição nas Vueltas dos anos 90. Lembram-se de Fernando Escartin? Ele tinha jovens (na época) como Rubiera, Heras e Sevilla a sua disposição. Estes fugiam ao longos das montanhas do dia, e quando Escartin atacava cada um deles dava 1 ou 2 quilometro de roda para ele na subida final. Aí don Fernando fazia bonito em cima de Zulle ou Olano. Mas o pobre do Escartin era tão ruim no CRI que nunca venceu a sua Vuelta. Mais tarde, a mesma tática voltou a ser usada em favor de Roberto Heras e o bejarano venceu bonito 4 vezes (mas só levou 3, porque na última descobriram que ele estava aditivado e foi desclassificado, suspenso, banido, etc.).

Fernando Escartin venceu etapa e foi 3o colocado no Tour 1999 (o primeiro de Lance Armstrong)

Mas o que vemos é a Lampre fazendo rítmo na cabeça do pelotão, a Liquigas inteira na roda da Lampre, e o Contador e seus Saxo Bank boys aproveitando o passeio. Acho que nunca vi nada igual…. Está certo que a etapa de hoje não era propícia para ataques, pois a montanha final não era tão inclinada assim – e os próximos dias serão muito duros -, mas foi um passeio ciclístico patrocinado pela Lampre!

Contador bem acompanhado antes do Passeio Ciclístico de Bergamo

Na opinião de vocês, faz muita diferença ficar em 2o ou 6o? Ou seria melhor lutar pela Maglia Rosa, correndo o risco de cansar e ficar para trás? Falo especificamente de Scarponi e Nibali.

Reprovo as táticas utilizadas por eles até agora e estou decepcionado. Espero que amanhã e sábado as coisas peguem fogo!!

Abraços, F.

About Fernando Blanco

Apaixonado por ciclismo há mais de 30 anos, começou a pedalar em 1977 em Santos, tendo corrido para valer até os 20 anos de idade, quando coisas 'banais' como faculdade, carreira executiva, casamentos e filhos atrapalharam um pouco...agora, como Senior B, está treinando forte e pretende compensar o tempo perdido. Como ciclista foi um bom sprinter, chegando à pré-convocação da Seleção Brasileiros de Juniores em 1979. Se a carreira como ciclista não foi grande coisa, a coleção de revistas locais e internacionais (mais de 1.000) e de videos/DVDs (mais de 100) proveram bastante cultura sobre o ciclismo profissional. Provas internacionais acompanhadas ao vivo: Mundial de Estrada ('07), Mundial de Pista ('89), Tour de France ('97 e '02), Liège-Bastogne-Liège e Flèche Wallone (ambas em '92), Paris-Nice ('97), Ronde van Belgie (´89).
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

2 Responses to O Giro 2011 está muito emocionante e disputado!…

  1. Thiago says:

    Creio que tanto Nibali como Scarponi já abandonaram a briga naquela montanha do 13 dia, um dia antes do Zoncolan. De lá pra cá estão apenas lutando pelo segundo lugar torcendo para que o Contador perca o título no julgamento, que creio cada vez menos improvável, já que ele tem porta aberta para disputar o Tour.

  2. José Carlos SBC/SP says:

    Fernando, briga pelo 2º lugar só no TT final. Hoje a Lampre fez o que quis da etapa. O Nibali ta abandonado pela Liquigas (igual o Fisher foi abandonado pela Garmim).
    O Contador ja ta se poupando pro Tour.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s